Energia Fotovoltaica no Brasil

Para a energia elétrica seja produzida são usados dois sistemas: o heliotérmico, que funciona a partir da conversão da irradiação em energia térmica e, posteriormente, em elétrica; e o sistema fotovoltaico, no qual a irradiação solar é convertida diretamente em energia elétrica.

Com o mundo tecnológico a todo vapor, nunca foi tão essencial conhecer o funcionamento e os benefícios que a energia solar fotovoltaica pode proporcionar. Com sua utilização em exponencial crescimento, essa fonte renovável segue na direção para se tornar a principal forma de geração elétrica mundial.

Você sabia que as companhias telefônicas são as principais consumidoras interessadas em energia solar? Saiba mais aqui: maistim.com.br

No Brasil, esse tipo de geração de energia ainda está em fase inicial de crescimento e, por esse motivo, é possível encontrarmos muitos mitos a respeito dela.

Quando se fala em energia solar, se está falando dos sistemas solares fotovoltaicos, que se espalham pelos mais diversos tipos locais do país e que vem possibilitando aos consumidores economizarem, consideravelmente, em suas contas de luz.

Além disso, o fato de ser uma novidade no Brasil, esse tipo de energia parece, ainda que de forma superficial, com outra tecnologia que é a de aquecimento solar térmico, sendo que esta já é bem mais conhecida no país.

Um ponto em comum entre as duas, é que ambas utilizam espécie de “placas” para captar a energia emanada pelo sol, no entanto, enquanto a solar térmica é utilizada como forma de aquecer água e outros fluídos, a solar fotovoltaica gera energia elétrica.

Como funcionam os sistemas solares fotovoltaicos?

Esse tipo de sistema funciona de maneira relativamente simples. O que acontece é que os painéis solares captam a luz do sol e geram a energia que é “transportada” até o chamado inversor solar. Este equipamento é responsável por converter a energia elétrica gerada para energia elétrica. 

É por esse motivo que se diz que a geração de energia se dá por meio do efeito fotovoltaico.

Sob à luz do dia, os painéis solares, tecnicamente chamados de módulos fotovoltaicos, captam a luz do sol e, através dela, geram energia. A incidência direta e constante da radiação solar é fundamental para que as células fotovoltaicas sejam altamente eficientes na conversão da radiação solar em energia elétrica, visto que, quanto mais luz do sol o painel solar recebe, mais energia elétrica vai ser gerada.

Tudo isto, porque, o funcionamento das células fotovoltaicas que constituem os módulos depende inteiramente da entrada das partículas de luz, chamadas de fótons.

O que define o funcionamento, com base em toda sua estrutura é posicionamento das placas solares para que possam receber uma maior radiação solar e de forma direta, com o mínimo de interferência de sombras.

O resultado desse processo é a liberação de corrente elétrica contínua, percebida pelos filamentos condutores do módulo fotovoltaico.

Como fica a produção em dias nublados ou de chuva?

Para funcionar adequadamente, o sistema solar fotovoltaico não precisa de um dia de céu limpo, e com muito sol. Nos dias nublados, por exemplo, as placas solares também são capazes de produzir energia, a diferença é que essa produção será menor.

Vantagens da energia fotovoltaica

A energia solar é uma fonte renovável de energia, uma vez que é obtida por meio de uma fonte inesgotável: o sol. Por sua natureza, essa fonte apresenta uma série de vantagens, tais como:

  • Não polui o meio ambiente;
  • Exige baixa manutenção em suas centrais de produção;
  • Depende de uma fonte completamente renovável;
  • Requer áreas menos extensas para sua produção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *